terça-feira, 25 de dezembro de 2007

eu reconhecido

Luxo: Segundo a edição 60 da revista Vida Simples, não é necessariamente algo caro e inatingível e está acessível para todos, até para os menos afortunados. É algo exclusivo, que para você faz diferença.

Exemplos?

Para alguns, luxo é passar o fim-de-semana em um iate, em Angra dos Reis. É luxo porque é exclusivo, não é para todos. Mas luxo também pode ser assistir televisão com seu filho num dia de semana, à tarde. Pode ser comer a comida da sua mãe, que mora em outra cidade.

Enfim, é exclusividade e varia de pessoa para pessoa. Eu posso me considerar luxuoso, porque como desempregado, posso assistir TV de manhã ou ir passear no shopping de tarde. Mas como beesha que sou, esse luxo precisa de uma pitada de glamour.


E quem me deu glamour, sofisticação e luxo dessa vez foi meu Amex. Fui com o Dé na sexta para o shopping Iguatemi, já que tinha que comprar uns presentes de Natal na Zara (mamis bancou e tem camisetas por R$ 29,00, R$ 39,00 e R$49,00. Fica a dica) para meus primos.

Existe simplesmente um Lounge American Express no shopping, com sofás, revistas, água, sucos, comidinhas, e após as 20h tem DJ e bebidas alcoólicas. E nas compras acima de R$70,00, ganho 4 horas grátis no estacionamento. (Vale para quem tem o cartão e um acompanhante).



E ficamos hoooras conversando, tomando suco, comendo amendoim e nos sentindo o máximo naquele oásis no meio do templo de consumo. Pessoas passando com seus Visa e Mastercard nos invejando. Ser reconhecido é tudo!

- Dé, não é o máximo sermos reconhecidos?
- Não, Venenoso. To quase me escondendo aqui. Sabe, to devendo uma bela grana pro Amex. Tomara que não me reconheçam!

Então tá!

Luxo também é dever mais de mil reais, aproveitar toda a mordomia que o Amex proporciona e não ser reconhecido!

6 comentários:

ludo diniz disse...

É o máximo, principalmente a questão do estacionamento.
Mas é meio que uma síndrome de ser vip, essa coisa de área isolada, seprando dos "simples mortais". Preferia qdo davam Nha Bentas e Loccitane. Isso deve ser coisa do Bradesco, certeza.
Em uma noite dessas tinha uns perdidos desfilando com a pulseirinha pelo shopping, como se fosse algo super.

Sobre o coment, os panettones são para os clientes. Até ia dar um para a minha secretária, mas como o escritório fechou sexta, tive de dar um prosecco mesmo.

Megafashionist disse...

Ah nem sabia, morri com 8 reais no estacionamento... hehehhe

Abraços!

Gabi disse...

Idem ao Dé, devo as calças pro Amex! \o\

S disse...

Como reles mortal que sou, so me resta o luxo de poder curtir a praia de ipanema (a melhor do mundo) e o por do sol no Arpoador. Já que para isso, não precisa pagar em um centavo e nem ser clinte Amex.
Boas festas querido. Curta bastante!
Te linkei!

Garçom disse...

Eu tô nesse louge quase todo dia, viado! Será que eu te vi por lá?

Anônimo disse...

Adorei os detentores de Visa e Master passando. Todo mundo acha que Amex é coisa de multilionario.
Abraços
Vou la hoje.