quarta-feira, 20 de fevereiro de 2008

batidão vem aí

Falando em Madonna...

A revista Rolling Stone teve acesso a 5 faixas que farão parte do novo álbum de Madonna e fornece algumas informações exclusivas dadas por Nate "Danja" Hills, um dos principais nomes por trás de algumas das músicas presentes no material.

Quem curte Madonna, dê uma lida no texto abaixo e grite!!!!

Fãs que se preocupavam com Madonna perdendo sua inspiração artística ao se aproximar dos 50 anos não precisam se preocupar. O novo álbum está há alguns passos de distância da hiper polida produção future disco de Confessions e caminha em direção de uma produção mais urbana, costurada por influências hip-hop e com batidas funk arrasadoras contando com produção de Timbaland, Pharrell e colaboração de Justin Timberlake.

Danja contou que trabalhou no disco em Londres e que a direção de Madonna foi precisa: "ela queria apenas musicas mais uptempo, dance, club, tudo alinhavado com um sotaque hip-hop". Ele revela que Madonna era fácil de lidar e que ela trabalhou duro por muitas horas por dia juntamente com ele, Timbaland e Justin. "Ela sentava em uma cadeira no canto do estúdio para vibrar com a gente."

O primeiro single do álbum é "4 Minutes to Save the World," a faixa que Timbaland divulgou parcialmente durante um evento no dia 4 de Dezembro. Trata-se de uma explosiva combinação de um refrão contagioso com batidas metálicas pulsantes e trompetes poderosos onde Madonna canta que "a estrada para o paraíso é pavimentada de boas intenções". Timberlake no melhor estilo Michael Jackson e Madonna sendo ela mesma trocam versos e dizem que têm apenas "4 minutos pra salvar o mundo". No final, todas as camadas de som saem de cena ficando apenas uma batida característica de Timbaland e Madonna sozinha cantando apressada 'tick tock tick tock tick tock'. Trata-se de uma música energética, cheia de elementos e que aparentemente vai ter um vídeo igualmente inovador.

O clipe está sendo finalizado é dirigido pela dupla francesa Jonas & François (que dirigiram o clipe "D.A.N.C.E.", do Jusitce). Timbaland faz uma participação especial e Madonna & Justin interpretam super heróis que lutam contra obstáculos para salvar o mundo. O clipe tem coreografia de Jamie King, que trabalhou anteriormente com Madonna em suas últimas turnês e no vídeo de Sorry.

Na produção de Pharrell, em "Candy Store" existe uma sequência de batidas pulsantes e o convite de Madonna "Come on in to my store, I got candy galore." Esta faixa é simples nos versos mas cresce com batidas metálicas no refrão quando Madonna canta em harmonias e camadas diferentes. "I'll be your one stop (one stop) candy shop." A música é pontuada ainda com sequências e intervalos cadenciados e sintetizadores hipnóticos e Pharrell entra em cena brevemente para uma participação especial.

A mais lírica das faixas é "Miles Away", uma música melancólica sobre um relacionamento a longa distância. A melodia lembra as músicas do álbum de Justin Timberlake FutureSex/LoveSounds, disco que de acordo com Danja, Madonna gosta muito. "Nós dávamos a música pronta e Justin e Madonna escreviam as letras e desenvolviam as melodias para se encaixarem no instrumental" . A música começa com acordes de violão acústico que dão lugar a batidas rápidas e urgentes até que o ritmo desacelera até se encher com sons de sintetizadores mais harmônicos e atmosféricos. "You always seem to have the biggest heart when we're 6,000 miles apart," canta Madonna lamentando. "I guess we're at our best when we're miles away." Esta música tem um ar mais contemplativo comparada com o bate-estaca de outras faixas do disco, o que reflete as letras mais emocionais.

A música que mais se parece com uma continuação mais afiada de "Confessions On A Dance Floor" é a excelente "Give It to Me," na qual Madonna canta por cima das camadas densas de sintetizadores que Danja empregou no CD de Britney Spears, "Blackout". Trata-se de uma faixa agressiva, mais puxada pros clubs com tempero e sonoridades dance cruas de house. "When the lights go down and there's no one left I can go on and on." A música termina após um rápido e matador intervalo brusco quando Madonna canta "Get stupid" por cima de notas produzidas por um xilofone. A medida que as batidas se reconstroem e avançam para um estado incontrolável, Madonna proclama "Give it to me / No one's gonna stop me now."

O tema dance floor retorna novamente com "Heartbeat," outra faixa mais puxada para tendências de hip-hop sujas e com sintetizadores remanescentes dos anos 80. Madonna abre a música cantando "Can't you see when I dance I feel free / Which makes me feel like the only one the light shines on." A música apresenta ainda um rápido rap que lembra o final de "Promiscous" quando Nelly Furtado canta "See my booty get down," em outras palavras, Madonna canta de forma falada.

Um comentário:

Camila disse...

Espetáculo hein?!