sexta-feira, 25 de janeiro de 2008

beesha velha

Fui chamado de beesha-velha pelas minhas amigas no post sobre a Consolação.
Só porque eu frequentei e sinto falta do Massivo, ultralounge, Allegro, Level, Base...

E pra piorar o meu sentimento geriátrico, ontem estava escutando uma rádio online destinada ao público GLS e tocou Try it on my own, da Whitney Houston.

abre parênteses
Eu já tive que sair da dancefloor várias vezes quando começava a tocar essa música pra não chorar. E teve muitas vezes que não deu tempo de sair e fiquei aos prantos no meio da balada. Mas agora tá tudo bem (acho... só não posso prestar muita atenção na letra), dublo e danço horrorez.
fecha parênteses

Pois bem que, em determinado momento, o locutor me solta:
- Try it on my own é a “Alone” do povo mais antigo*.

Pe-pe-pe-peraí, kereleo!!!!

Povo mais antigo? Ta me chamando de beesha velha?? Ainda tenho 20 e poucos anos, oras!

Aí a outra beesha presente no estúdio disse:
- Eu tenho 23 anos e ouvi muito essa música!
- Ah sim, mas to falando do pessoal que tem 18 anos, que tá começando a sair de balada agora....

Tentou corrigir, mas o estrago estava feito. Entrei em crise. Desse jeito vou fazer botox aos 27 anos e preencher os lábios com colágeno aos 35!!! (originalmente estavam previstos para 30 e 40 anos, respectivamente).

*Ambas músicas, além de ótimas pra dançar, são sobre desilusões e "volta por cima". As músicas com essa temática fazem muuuuuuuuuito sucesso entre o público gay, acho q as bees se identificam. Vide I will survive. Um dia posto sobre esse assunto.

Dê o play e dance com a versão bate-cabelo de try it on my own (abstraiam as beeshas! Não encontrei outro vídeo com o remix no youtube).




Se preferir a versão lenta, original:



A Alone, cantada pela Maya e produzida pelo DJ gay israelense Offer Nissim, é uma bomba nas pistas:

4 comentários:

hunter_sp disse...

Dps daqle post nostálgico, vem "On my own"???
Eu ouvi essa música na balada sábado. E a letra é uma paulada msm, dói de ouvir. E q absurdo desse locutor sperinformado chamar de Alone dos antigos, a música é de que ano 2003? E Alone??? 2005?? O importante é que a música marcou época e uma época muito boa, onde as pessoas não se colocavam tanto qto na época de Alone e menos ainda que agora.
Mas veja se concorda cmgo: A Alone dos "antigos" seria It's not right but it's ok??? Q me diz???

P.S. Tô adorando o blog, sempre li, mas nunca me expressei... vc tem acertado em cheio nos posts... todo um deja vu.

Gabi disse...

Fófis, nem vem com crise. Botox aos 30? Tá louca? E eu, faço o quê? ponho botox no koo? Você tá virando beesha véia, mas é no coração, e não na cara.

A tua carinha ainda é de 22. =)

Ricardo disse...

Sabe, eu fico preocupado com essa velocidade que as coisas atingiram hoje! Menino, se vc é uma bicha velha com vinte e poucos, o que serei eu com 36???

Hauahuhuhuhuahauhauah!

E esses franguinhos de 18 se achando!

Abração!

ludo diniz disse...

Dancei muito essa música no Ultra e na Level, nos tempos em que gostava de sair na noit gay de sp.
Ah, também dancei pencas nas baladas hts e aproveitava para catar as enrustidas soltando a franga.