quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

amo e odeio - Parte II




Motoboy




Odeio - quando eles estão em cima da moto. Vivem riscando o carro, detonando meu retrovisor, fazem barbeiragens e experimenta fechar algum ou se envolver em um acidente (mesmo que você não tenha culpa), eles se agrupam em bandos, chutam o carro, enfim, são uns bandidos.



Amo - quando eles estão sem roupa na minha cama. Nunca transei com um, mas super tenho fetiche. Eles podem ser uns trogloditas, mas tem muitos que são gatinhos. E são gostosões. Fico só imaginando aquela agressividade toda, "penetrando" no trânsito.... ai ai!


***

>>> Gabi, num sou eu não! Essa é a série 3 e eu ainda estou na 1.
As fotos são de um professor chamado Bruno Dietziker. Saudades muitas também!!!

>>> FOXX, vamos esperar, né? Mas eu não tive mais saco pra assisti-la. Muito lenta e arrastada!

>>> du, obrigado pela visita! Adorei o seu blog. Vc é de onde?

>>> Bol, valeu pelo comment! ;-) Volte sempre

5 comentários:

Gabi disse...

Uau... mas assim mesmo esse seu professor é uma diliça! Ahhhh se eu não fosse quase casada!
Motoboy to be wild.... Malditos!

FOXX disse...

oi?
assim...
super concordo!
kkkkkkkkk

Little Pet disse...

tipo se tds motoboys fossem iguais os da foto, mas ... intaum nem me animo tanto.

Bol disse...

Aii se os motoboys daqui da minha cidade fossem iguais a esses.
mel dels.
huahauhau
bjusss keridoo.
:D

du disse...

.como a quantidade de motoboys malucos no trânsito é bem maior do que aqueles que quem sabe podem te dar uma ajudinha. melhor manter uma distância segura.rs

.e quanto as barbeiragens nas ruas, não há o que fazer. enquanto o teletransporte de mercadorias não for possível, lá estarão eles queimando o asfalto em nome da "sobrevivência".

.abraço.

.ps. fique a vontade e apareça sempre no blog......ah..sou do interior do Paraná....