quarta-feira, 15 de outubro de 2008

o que pode destruir a segurança de uma mólher?


Quem das minhazamiga nunca passou por uma frustração ou uma derrota?

Eu já levei um pé na bunda que me deixou mal, já descobri que um relacionamento de quase um ano era fantasia, já levei muitas broncas no trabalho e já fui rejeitado. Nessas situações, fiquei muito mal.

E quem nunca passou por situações semelhantes? Quem nunca se sentiu inseguro?

Na maioria das vezes, a primeira coisa que vêm à cabeça é:
- Por que eu?
- Será que sou incapaz?
- O que fiz de errado?
- Será que não sou bom o suficiente?

Nessas horas, penso em duas divas.

1 - Madonna. Ela foi chamada de sem talento, já deram 6 meses de carreira para ela, chamaram ela de gordinha e os críticos vivem calculando quando será a sua aposentadoria. Chamam-na de velha, múmia e o escambau. E ela parou? Ela desistiu na primeira dificuldade? Se ela tivesse parado na primeira crítica, não teria chegado aonde chegou. Nos 25 anos de carreira, ela agradeceu aos críticos "por terem sido tão persistentes. Se não o fossem, não teria me esforçado para fazer o meu melhor em cada trabalho".

2 - Sanfona Carey. Porque mesmo ela não cantando mais como antes e mesmo estando gordinha, ela sobe no palco e ACREDITA. E não está nem aí. Tem os fãs que a adoram e ela sijoga.
Pois bem, cada um tem as suas estratégias, néam? Colhi mais algumas, que coloco abaixo. Essas foram dados por psicólogos para um papo-marisa, de mólher pra mólher.

Atitudes negativas
• Adotar postura de vítima, achando que o fracasso é algo que só acontece com você.
• Deixar que os pensamentos de desvalorização a dominem.
• Ter atitude de isolamento.
• Manter o foco apenas na fonte do problema, sem olhar as alternativas em volta.
• Deixar que a decepção em determinada área contamine as demais.


Atitudes positivas
• Enxergar as suas capacidades e conseguir entender os seus limites.
• Perceber que, após uma derrota, haverá novas oportunidades.
• Aceitar que a vivência da frustração é inerente à vida.
• Lembrar que tudo é passageiro. *(menos cobrador e motorista. Ai, sei que é péssimo, mas não resisti!)
• Poder compartilhar a experiência difícil com alguém de confiança

Para ler a matéria completa, da revista Claudia (ai meodeos, olha o que ando lendo!), e ver casos reais de mulheres que acreditaram na força da peruca e deram a volta por cima, clique aqui.

9 comentários:

SAM disse...

Pronto, já tô vendo o livro:

"Venenosa Auto-ajuda"

hahauhauhhuauh

Mããããããããs sabe que nessas besteiras é que ajudam a gente néam?

Beijas!

:D

Râzi disse...

Gente... esse momento auto-ajuda-com-as-divas foi tudo de bom!!!

E já vi que vc não gosta muito da Mariah!!!!

ahahuahuahuahauahuhauah1

Beijão!

Tanta Coisa! disse...

Muito bom, o post! Bem, na verdade qualquer coisa que cite a tia Mad, eu acho ótimo. Ela deve estar precisando ler um post assim agora que se separou e perdeu milhõõõõeees de dólares e deixou de ser uma Lady inglesa... Bj

Sexyback disse...

Olha eu posso estar morrendo por dentro, mas isso, só eu vou saber. Sempre na pose por pior que seja a situação, transpiro auto-confiança, nem se for para me esconder e chorar.
A vida ensina cada coisa.....
Bjs amore

Lara disse...

Puuuro glamour! A-DO-RE-E-I!
Bejuuu

Ge disse...

Cláudia é ótima. Só perde pra Nova.
Adorei o blog
;)

Cinderela compulsiva disse...

Madonna é inspiration! Amém.

introspective disse...

Sabe q eu segui o link e li a matéria? E até gostei... :)

Lucas disse...

Adorei!!!!!!! hahahaha

Tadinha da MC. Ela acredita, mas dói só de imaginar o que ela podia fazer com a voz no início da carreira e o que pode fazer agora. Mas é Diva né beim? hehehe

Abração,
Lucas.