segunda-feira, 2 de agosto de 2010

não quero acreditar mais


Eu não aprendo. Mantenho ainda um perfil nesses sites de relacionamento, acreditando que talvez seja mais uma forma de achar meu príncipe encantado.

E desta vez, pensei que tivesse achado. Fisicamente, do jeitinho que eu gosto. E o perfil batia com o que um vidente disse sobre meu futuro marido.

Os primeiros dias de conversa foram difíceis. Eu perguntava e ele respondia monossilabicamente. Mas, apesar dos olhos puxados, sou brasileiro e não desisto nunca! E insisti.

Ele disse que estava em um momento difícil, “ajeitando a casa” e que estava sem muito interesse em conhecer gente nova e talz. Estava curando coração partido, indo com calma. E eu acreditei.

Parecia um trabalho de reabilitação ou mesmo de cuidado com cães que foram judiados. Pouco a pouco, havia progressos. Cada dia eu ouvia mais, aprendia mais dele. Consegui arrancar algumas risadas, mais histórias de vida. E o papo estava gostoso à beça.

Convites para sair recusados. Mesmo deixando bem claro que não era um dating, e sim, uma forma de conhecer melhor. "Não sei", "Talvez". E eu acreditei.

[Devia ter lembrado mais do livro “Ele simplesmente não está a fim de você”. ]

Mas sempre vinha aquele pensamento idiota falando “insiste, vc tah reabilitando o bofff”. Mas tentei dar tempo ao tempo, já que cada um tem o seu timing.

Time to heal and restore himself worth too. – Pensei.

Um dia ele deixou escapar que quando conhece um cara legal, tem medo de magoar e acaba se afastando. E eu acreditei. Achei que era meu caso. E o que fazer? Ser um FDP? Pisar? Atacar o ponto fraco? Acabei indo pro lado oposto e me mostrei deveras prestativo, atencioso, carinhoso e disponível.

O que eu estava querendo com isso, meodels? Mostrar que era diferente dos outros. Que comigo ele poderia contar. Que eu estaria sempre lá. Será que eu ganharia pontos com isso?

Mostrei ATITUDE sem ser desesperado. Mostrei minha barriga sarada. Mostrei o meu melhor.

Eis que vejo uma frase carinhosinha nas mídias sociais. Não foi pra mim, certeza. Fiquei meio jururu, mas não dei muita bola. Aí vem o golpe de misericórdia: status “namorando” minutos depois.

E a história de ajeitando a casa? E a história de que estava num momento difícil e que não tava a fim de conhecer gente nova? Então tá.

Mais uma mentira branca? “Para não magoar”? Nessas horas eu prefiro a sinceridade cruel. Dói, mas passa. Arde, mas liberta. Não dá gosto de esperança.

E como diz Jewel Kilcher, “I just shouldn’t think anymore tonight”

Boa noite.


***


>>> Sam, não me deixa envergonhado! hahahah


>>> FOXX, nem tanto da fada sininho. O desespero não bate mto não.


>>> Ai Marco! Boa!!!! Sou uma rosa então


>>> Fenix, da onde vc eh? heheheh me manda um email!


>>> Lord V, como assim? Deve ter gente que te quer por perto sim!


>>> Sexy, mas às vezes temos que mudar algumas coisas pra conseguir outras. Mas tomo cuidado para manter a essência.

7 comentários:

FOXX disse...

pois é, amigo, vc devia ter acreditado no livro... porém, vc cometeu o erro principal né? achar que pode ajuda-lo. #fato! todo mundo se dá mal qndo pensa desse jeito.

S.A.M disse...

Todos nós erramos mas o importante é aprendermos. Quantos de nós depois de uma lição como essa que voce já teve tomaram o mesmo rumo?

O tempo o ensinará, o importante depois disso é deixar uma dessas como nota mental, pra não esquecermos.

Mas nem encrenque com isso, todos nós estamos - e estaremos - sucestiveis a isso todos os dias!

Beijao!

۞ Sol disse...

Nossa V., parece que vi você falando sobre mim quando descobri que eu não tinha tanta importância assim pra alguém. depois disso, deletei meu Orkut sem dó. E como eu sou muito burra e idiota, dou um jeito de fuçar, e SEMPRE acabo sofrendo muito mais. Sai dessa vida que não vale a pena...rs
Beijos ;)

Ruy disse...

Acho que todo mundo passa por uma desilusão e o pior é que muitas vezes não temos só uma deslisão na vida, mas dizem que isso serve pra aprendizado, pra nos tornarmos mais fortes e maior conhecedores de nós mesmos.

Como te disse "dizem", eu mesmo tô mais pra ser aconselhado do que aconselhar, mas faz parte do meu papel de blogayro amigo dizer "tudo vai passar".

Bjo

Luan disse...

nao sei se ja ta na hora de desistir viu...

sinceramente. :)

Lord V. disse...

aos poucos eu vou acabando com meus perfis em redes sociais! pelos mesmos motivos!
e pelo fato de que eu me envolvo facil demais com algumas pessoas que conheço. já me apaixonei por pessoas sem nunca ter visto seus rosto!!! se é que isso é possível!
enfim, estou tentando mudar, e me policiar nessa mudança...

abraços
voy

Segredos do Universo disse...

HEEY AMIGUENHO! Queria muito conhecer vc, me adiciona no msn: aline_mp5@hotmail.com

Gostei muito do seu jeito/modo de retratar sua vida em um simples (ou não) blog..
Agradeço desde já.. e visite o meu blog =)

www.secretsoftheuniversetb.blogspot.com