quinta-feira, 18 de junho de 2009

why's it so hard to love one another?


Hoje faleceu o rapaz que foi espancado no domingo, após a Parada Gay.

Valerá a pena? Não, em momento algum acho que alguma morte vale a pena, mas um ato brutal no dia em que homossexuais, bissexuais e transexuais pedem atenção é muito triste. Será que com isso as autoridades e sociedade se conscientizarão que homofobia é crime? Quero expressar meus sinceros sentimentos aos amigos e familiares do Marcelo Campos Barros.

Este é um post diferente da maioria dos que vocês vão encontrar por aí. Primeiro porque não vou falar que:
- só tem gente feia
- tem muito hétero
- que tem muita Elza
- que eu não vou nunca mais

São 13 anos de parada em São Paulo e esta é a 8ª que eu vou/freqüento/participo. Será que tudo isso foi em vão? Será que não valeu de nada toda essa luta? Encontrei muitas famílias, que acham a festa bonita, acham os gays corajosos e apóiam a diversidade. Isso me conforta, de certa forma, pois sei que tem muita gente do bem nessa vida.

Mas a violência não pode ficar impune. O tema desse ano foi isonomia dos Direitos, ou seja, igualdade de todos perante a lei. Por que é tão difícil? Por que é tão difícil aceitar que somos diferentes?

Madonna, antes de incendiar as pistas com as descompromissadas “Hung Up” ou “Give it to me”, escreveu, para o álbum Erótica, uma das letras mais fodas ever, na minha opinião.

Why’s it so hard to Love?

Por que é tão difícil amarmos uns aos outros?
Por que é tão difícil amar?
Por que é tão difícil amarmos uns aos outros?
Por que é tão difícil amar?

O que eu preciso fazer para ser aceita?
O que eu tenho de dizer?
O que eu tenho de fazer para ser respeitada?
Como devo jogar?
Como devo parecer para ser igual?
Para onde devo ir?
Em que clube devo entrar para me sentir valorizada?
Quem eu tenho que conhecer?

Estou lhes dizendo
Irmãos, irmãs
Por que não podemos aprender a desafiar o sistema
Sem viver com dor?
Irmãos, irmãs
Por que não conseguimos aprender a aceitar que somos diferentes
Antes que seja tarde demais?

O que eu tenho de aprender para saber o que é certo para mim?
O que tenho de saber?
O que eu vou fazer quando me sentir certinha?
Para onde devo ir?
Quem deve dizer no que eu acredito?
Quem teria este direito?
O que farei com toda essa raiva?
Por que eu tenho de brigar?

Estou lhes dizendo
Traga seu amor, cante seu amor
Use seu amor, divida seu amor
Traga seu amor, cante seu amor
Use seu amor, divida seu amor
Traga seu amor, cante seu amor
Use seu amor, divida seu amor

Ame seu irmão agora
Mostre à sua irmã como
Ame seu irmão agora
Mostre à sua irmã
Por que é tão difícil amar?



Update 20/06: Confira a performance dessa música na The Girlie Show (1993)

7 comentários:

S.A.M disse...

Porque é tão dificil isso, mesmo quando as evidencias são tão fortes.

Acho que tudo o que aconteceu é a evidenciação máxima da homofobia em nossa sociedade.

Não podemos esmorecer. Nunca.

André Mans disse...

porque no brasil as pessoas perderam a conduta e a direção... ainda mais pela falta de justiça, policiamento devido e estrutura em suas atitudes... eu desisti da parada há um bom tempo, acho ótimo a sua visibilidade, mas enquanto continuar do jeito que está, amo mais a minha vida do que qualquer mensagem a passar... muito precisa ser repensado... afinal quantidade jamais foi qualidade e nunca será.

Arsênico disse...

Não acho que esse tipo de exposição vale a pena... não da maneira que está sendo mostrada...

O protesto que acontecerá no sábado sim, tem a ideologia de uma Parada Gay... nos último anos ela se tornou apenas um desfile de fantasias e um lugar público pra pegação...

Respeito que goste... mas vamos combinar que os princípios já não são os mesmos...

***

Embora eu não goste de Madonna... a letra é foda... e vou procurar a música...

***

umBeijo!

Sexyback disse...

Eu deixei de participar a dois anos atras, quando fui roubada, e na minha frente um cara foi espancado.Sinceramente ate hoje não entendi a finalidade da "BIG PARTY"? Comemorar é brigar, matar e roubar?
Comemorar é amar e respeitar, uma pena que a raça humana ainda tenha muito o que trilhar na dor, para saber o que é realmente o amor....

Tanta Coisa! disse...

E o mais triste é pensar que nada vai se fazer (não o governo, o restante da sociedade), mas os gays? 3,5 milhões na parada. Quantos em protesto pela morte do rapaz?

Giordanno disse...

É um fato que merece uma reflexão.Nós precisamos "re-pensar" nossa postura diante da sociedade,e nos colocarmos de uma maneira mais séria.

carioca disse...

concordo que a parada virou bagunça, pegação, roubo e violência. também não participo mais. infelizmente.