quinta-feira, 24 de abril de 2008

Doce Grudento


Vocês já devem ter ouvido a "rapadura" da Madonna, né?

Ô doce grudento! Concordo com o Phelipe Cruz, do papelpop: é mais divertido, moderno e inteligente que o Confessions.

Antes de ser queimado na fogueira, explico. Quando vazou 30 segundos de hung up, ainda na versão acelerada, achei fraco. Fraco pra ser Madonna, fraco pra ser primeiro single, fraco pra se jogar na pista. E o disco inteiro deu uma impressão de deja vu. Achei algumas músicas muito mais cara de Kylie Minigue (que eu adóro) do que da rainha.

Enfim, a crítica em relação ao Hard Candy não tem sido unânime. Madonna é sempre polêmica e divide opiniões. Mas uma coisa é certa: pode não ser um disco brilhante, mas ele foi feito para dançar. E vai ser sucesso.


Eu adorei, to viciado nesse doce e achei o album mais GAY da tia.


Confira em rosa o que eu achei de gay no disco, faixa a faixa.



Candy Shop
Abre o disco, preparando o ouvido pro que vai vir com um batidão bem cru.
O refrão com agudinho e harmônica em "One stop", "lollypop".


4 Minutes
Já bomba nas rádios. Já enjoei um pouco de ouvir, mas assistir a tia incorporando a música no clipe não tem preço!
tick tock tick tock tick tock é muito gay, gente! E o final? É pra descer até o chão e perder a dignidade na buátchy.


Give it 2 me
Começa com barulhinhos parecidos com tuba e é bem próximo de "Confessions". Sintetizadores, um vocal agudo, um refrão arrasador e muito, mas muito glitter dão o tom da música. Segundo single, sucesso fácil nas pistas.

Give me the bassline, I'll shake it

Give me the record, I'll break it.

Muito "se joga na pista, vem pro pau!"
E o "to the left, to the right" cantado por Pharrell é pra cantar junto e fazer coreô na dancefloor. É a RAINHA, keréleo!


Heartbeat
Bees, rebolator mode on! Na minha opinião, a música mais rebolativa do disco. Dá pra descer até o chão, fazer piruetas, voltar e ainda um sexozinho gostoso. Batidas gostosas, sussurros.... é um convite e tanto. Faz tempo que Madonna não estendia as notas e dava agudos assim.


Miles Away
Perfeita. Não tem outra definição. Música grudenta até, mas linda. Quando achamos que ela vai ser repetitiva, Madonna surpreeende e a torna ainda mais irresistível.
Além do refrão e do "So far away", a música tem "auge", que é paixão de toda bicha. A paradinha no final da música é TUDO! Dá vontade de gritar. Música DOCARALHO!


She's not me
Grande surpresa do álbum.
A música tem 3 ritmos diferentes e uma base de baixo DELICIOSA. Palminhas, apitinhos e um remix dela mesma no final, digno de fazer performances.


Incredible
A primeira vez que ouvi, achei que lembra algo drum'n bass, com um barulhinho parecido com chocalho de cascavel. A voz dela está suave e linda. Muitos sintetizadores e o final parece "Where's the party?", música do True Blue. Uma volta aos anos 80!


Beat Goes On
Única que não gostei. Quando ouço, não passo, mas também não dou repeat. Achei a versão anterior, a que vazou no ano passado, beeeeeem melhor. Não acho que Kanye conseguiu dar um up na música. Mas sei quando eu assistir a performance dessa música na turnê, vou achar o máximo.
Muitos plim plim plims e ela alonga as notas e mostra que está cantando muito bem!


Dance 2night
Começo lembra beeeem anos 70. Tem a cara de "Future Sex/ Love Sounds" do Justin. Parece lenta, mas tem um groove tão gostoso.... Dá vontade de fazer passinhos. "Let's dance tonight, dance tonight and prove ourselves to the world "


Spanish Lesson
Muitos torcem o nariz, mas eu gostei. Apesar da letra pobre, poooooooooooobre, tem uma batida diferente e confusa. Algo nos vocais lembram os discos dos anos 80 dela. Mas as bees vão amar os sintetizadores flamencos e as castanholas e a batida rápida e frenética. Sabe aquela bee lôcadabuceta que dança freneticamente "La isla bonita" na Drowned World Tour? Então... dá vontade de fazer o mesmo!


Devil Wouldn't Reconize you
Batida gostosa, me dá arrepios quando ouço. Letra sombria... Barulho de chuva, um "coro" com Justin e rimas inteligentes. Madonna se atenta à sonoridade das palavras e o refrão é bomdimaisdaconta, sô.
Música hétero? Em se tratando de Madonna, difícil. Não sei definir o que é gay, mas é.


Voices
Lenta, mas com batidão que lembra a fase Erotica. Sabe "Words" ou "thief of hearts"? Então. A música é mais séria sim e bem reflexiva. "É você que leva seu cachorro pra passear ou é o seu cachorro que te leva a dar um passeio?"
"Quem é o mestre? Quem é o escravo?" Sadomasô, não?

5 comentários:

Lelê disse...

Estou solteira! Quero ir em uma balada gay de catiguria, all right?

marco* disse...

nossa, adorei heartbeat, especialmente quando ela canta: "which makes me feel like the one, the only one"...e o comecinho de incredible me fez pensar num funk melody sabe?Just one of those days,when everything goes incredible...viajei, rs...bju

Râzi disse...

Ah, eu vou me abster de falar qq coisa.. senão vou dizer que Mariah é muito melhor...e não vai prestar!
ahuahauauahauhauahauh!

Beijão!

o casalqseama disse...

qdo eu quiser saber sobre algum lançamento, venho aqui t consultar!
perfeito...

rsrsrsrs

bjs da fê_casalqseama*

hunter_sp disse...

Como o râzi, abstenho meus comentários. E não vou dizer que X ou Y é melhor. rsrsrs